3

[Adaptações de livros #2] Para sempre

Meu coração está dolorido depois que assisti a esse filme! Eu tinha me esquecido desse livro que li em 2012, e a essência dele, não sei... só sei que chorei litros agora vendo esse filme.

Aqui vai a sinopse do livro: A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

A resenha, se alguém quiser conferir está nos posts de 2012 e é só clicar AQUI.

Sobre o filme, a sinopse é essa: Paige e Leo (Rachel McAdams e Channing Tatum) formam um feliz casal recém-casado cujas vidas são transformadas por um acidente de carro que deixa Paige em coma. Ao acordar com uma perda de memória severa, Paige não se lembra de Leo, mas apenas da confusa relação com seus pais (Sam Neil e Jessica Lange) e do ex-noivo (Scott Speedman) por quem ela talvez ainda sinta algo. Apesar destas complicações, Leo luta para conquistar seu coração novamente e reconstruir seu casamento.

Assisti ao filme sabendo que a Paige ia dar trabalho, que era chata, pois a minha mãe assistiu o filme e disse que odiou a principal, mas o que mais me deixou triste foi Leo e o quanto ele luta para resgatar o casamento e o que ele sofre por consequência do acidente. Os pais dela me irritaram ao máximo e a irmã mesmo sendo boa pessoa, teve alguns detalhes que me deixaram chateada.


Falar mais um pouco de Paige não dá, senão vira spoiler, mas vale muito a pena assistir e pensar na vida, nas suas decisões, promessas e planos. Pois tudo pode mudar.

Tenho que dizer que gostei muito mais do filme do que do livro, primeiramente por gostar dos atores principais e em segundo porque achei que pelo que mudaram na história, acabou melhorando.

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!

4

CONTO: 10 dias para roubar o namorado da vizinha - Janaína Rico


Oi gente! Como vocês estão? Estou dando uma passada rápida para dizer que hoje de manhã enquanto eu tomava café comprei o conto da Janaína Rico na Amazon e li rapidinho, acho que em 15 minutos. O conto é bem engraçado e curto. Então indico para quem quer uma leitura mega rápida ou quer se desprender de algum livro pesado que leu para dar um pouco de risadas ou só comentar sobre a Marcele, pois eu nunca vi um personagem tão sem noção.

Marcele de repente descobre que está apaixonada pelo namorado da vizinha. Mas, ele vai se mudar em 10 dias. Então ela começa a correr contra o tempo! Uma história divertida, de uma menina que não mede as consequências para conquistar o homem dos seus sonhos.

Quem quiser conferir essa história aqui está o link: http://www.amazon.com.br/dias-para-roubar-namorado-vizinha-ebook/dp/B00DGYY99K/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1399292259&sr=8-1&keywords=10+dias+para+roubar+o+namorado

Beijos e boa semana recheada de livros ótimos!


Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!



5

O segredo de Ella e Micha - Jessica Sorensen - @geracaobooks

 
Sinopse: Este livro que você vai ler agora arrancou suspiros de uma legião de leitores americanos, entusiasmados com a escrita provocante de Jéssica Sorensen. O segredo de Ella e Micha trata do romance entre dois jovens, mas não é só isso. Os protagonistas vão tecendo, em primeira pessoa, uma trama complexa e ao mesmo tempo simples, que envolve temas delicados como dramas familiares, traumas psicológicos, medo do futuro e da morte, com naturalidade e sinceridade. Eis o que torna o livro tão comovente: sua realidade. Em qualquer lugar do mundo, cada jovem têm um pouco destes dois heróis paradoxalmente frágeis com seus traumas, mas fortes para enfrentar a dura realidade da existência e superar seus conflitos mais difíceis. Respire fundo, prepare-se para acompanhar uma história de amor com pitadas generosas de sensualidade e adrenalina. 

 

Minha opinião: Bom, quando comprei esse livro tenho que dizer que foi no impulso, pois uma amiga minha disse que não tinha gostado muito e aí eu fiquei um pouco receosa de ler, mas resolvi dar uma chance e o que li foi uma história que me agradou bastante e que com certeza quero ler a continuação.


Nesse primeiro livro conhecemos Ella e Micha, o livro começa com Ella na faculdade conversando com sua colega e no começo já percebemos que Ella é muito fechado, que não fala de seu passado, que faz tudo certinho, que tenta viver uma vida que não é dela e que algo a incomoda.


Os capítulos são alternados e além de Ella, conhecemos Micha, que é ou era o melhor amigo de Ella até a hora em que ela decidiu partir para cursar a faculdade e não avisou ninguém.


A história é cheia de mistérios e fiquei me perguntando o porque de Ella ter fugido, mas demora um pouco para sabermos o porque, e nessa onda de mistérios, acabamos conhecendo e gostando da amiga de Ella, Lilla que é uma Patricinha, mas que é um amor de pessoa, que está sempre lá para apoiar Ella, mesmo ela sendo fechada. E também o amigo de Micha, Ethan que é um encanto também, mesmo tentando fazer o bad boy, acho que Ethan foi bem simpático e é um amigo que todos gostariam de ter. Gostaria que tivesse um livro sobre Lilla e Ethan... rs

 

“O grito que sai da minha boca poderia destruir a felicidade do mundo em mil pedaços. Mas o silêncio que se segue é suficiente para dissolvê-lo completamente”

 

O segredo de Ella e Micha é um livro rápido, com uma boa diagramação e páginas amarelas, e você acaba lendo rapidinho, eu realmente não li tão rápido por falta de tempo, mas acho que em uma tarde dá pra ler sossegado. A narrativa nos prende e como já disse antes, você vai querer que o livro termine para saber o que aconteceu e qual é o segredo de Ella e Micha.

 

“Eu mudei desde a última vez que me viram, trocando as roupas góticas, o delineador pesado e a atitude de garota durona por um visual mais leve e mais agradável...”

 

Quando você descobre acaba entendendo algumas coisas e outras coisas você acha que foi exagero, mas cada um tem seu modo de pensar né?


Ah... como Micha toca em uma banda, logo temos indicações de várias bandas e músicas, assim como Behind Blue Eyes do The Who e de outros cantores/bandas que eu não tinha escutado antes, mas eu tenho que admitir que eu adorei, vale a pena conferir também.


Indico o livro para quem gosta desse estilo, a escrita da autora é ótima, então com certeza vou ler o segundo volume.



Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!

 

 



10

Resenha: Uma cama para três - Carmem Reid - Bertrand

Sinopse: Bella é uma executiva de sucesso, com seus 28 anos já tem um Mercedes, só usa roupas de grife e tem uma beleza contagiante. Divide seu tempo corrido entre o trabalho, saídas em pubs com os amigos e seu marido Don. Ele já está beirando os 40 anos, mas com charme e galanteador, ambos se conheceram em uma festa e foi amor a primeira vista. Três meses depois estavam morando juntos e preparando o casamento. Um ano após se casarem Bella está com uma vontade estranha para as executivas londrinas, quer ter um filho. Com dinheiro, conforto, um belo emprego, carro e roupas poderiam fazer Bella não querer mais nada. Só que sua cabeça e corpo não param de dizer que precisa ter um filho, isto a leva a um plano estratégico que convença o marido de que um bebê seria o melhor investimento de suas vidas. Mas... o plano falha e a gravidez acontece.

Minha opinião: A Renata do blog, emprestou-me esse livro há mais de um ano e como pretendo encontra-lá na Bienal do Livro agora, eu tive que ler esse livro e devo dizer que foi uma das melhores coisas que fiz na vida.

Uma cama para três conta a história de Bella, uma mulher nova, que tem um emprego muito bom, que ganha bem, que é casada com um cara mais velho e que não quer filhos, mas que de repente acontece.

Acredito que tudo tem seu tempo e acredito que realmente é verdade, pois se eu tivesse lido esse livro há um tempo atrás eu não teria gostado tanto, mas agora, depois que tive filho e casei... Ele serviu e muito.

Me identifiquei muito com a Bella, pois o meu marido sempre falou que eu sou ligada no 220, que quero sempre sair, fazer as coisas na hora e não deixo pra depois nada, mas depois que tive a minha filha tive que ver o que eram as prioridades na minha vida.

É exatamente isso que acontece no livro, Bella tem o melhor emprego e de uma hora pra outra o bebê nasce, não vem com manual de instruções, tem milhões de pessoas se metendo na vida dela e tudo que eram dois se tornam 3, e as escolhas agora passam em torno do bebê e realmente é uma mudança bem drástica.

O livro é engraçado, teve algumas partes que ri sozinha em casa e em alguns momentos me fez chorar também e assumo que eu uns momentos pensei que o livro fosse escrito realmente pra mim.

Bella também enfrenta problemas no seu casamento, no seu trabalho, com o seu filho, por ser mãe de primeira viagem, tem um sério problema de comunicação com seus pais, os seus melhores amigos se distanciam, pois ter um filho nos faz mudar de assuntos, e acaba ficando estranho... 

E assim a história vai passando e Bella resolve por um fim nos seus problemas... 

Não gostei muito do marido da Bella, o Don, em algumas partes ele chegou a me irritar por não saber se posicionar, talvez por estar perdido, não sei, mas creio que as vezes precisamos de uma palavra acolhedora e ele não ajudou muito.

Gostei muito do livro, do desenvolvimento do livro, devo dizer que me desenvolvi com ele, gostei muito da escrita da Carmen Reid e recomendo não só pra quem tem filho, mas recomendo também para quem quer ler um livro engraçado, quem é acelerado no trabalho. Acho que a leitura é valida pra todos, pois é realmente um livro muito bom!


Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!


15

Resenha: A lua de mel - Sophie Kinsella - @editorarecord

Sinopse: Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas. 


Minha opinião: O livro tem 493 páginas divididas em 35 capítulos e são narrados por Lottie e por Fliss alternadamente.

Lottie e Fliss são irmãs e Fliss sente que precisa por um fim nas idéias da irmã, quando essa liga para dizer que vai se casar com um cara que apareceu do nada e a pediu em casamento, Fliss acha que a irmã está muito fragilizada, pois pensava que o namorado ia pedi-lá em casamento, mas não foi bem isso que aconteceu e Lottie acaba terminando o namoro e na sequencia aparece Ben, um antigo namorado e aí começa toda a bagunça que só a Sophie Kinsella consegue criar.

Eu gostei muito do livro, gostei das armações e gostei da Lottie e da Fliss, assim como os outros personagens que nos cativam aos poucos como Lorcan, que pra mim é o tipo preferido de homem que a Sophie Kinsella gosta de colocar nas histórias. Richard é um bobo, mas acabei gostando dele de qualquer forma.O filho de Fliss também me cativou e acho que mesmo sendo um personagem secundário deu um pouco mais de vida ao livro. Não posso me esquecer de Nico e de Georgios que são hilários e que se eu fosse a Lottie tinha matado e enterrado os dois na areia da praia.

Mais um chick lit gostoso da minha Diva Sophie Kinsella, recomendo para quem gosta de romance e para quem quer dar risadas com as trapalhadas dos personagens. A capa é linda e estilosa, assim como todos os seus romances, a única coisa que eu não curti muito, mas todos os livros da autora é assim é a página que é branca e cansa um pouco os olhos, senti falta das páginas amarelas. 

Já li  quase todos os livros que foram publicados no Brasil,só falta o romance "Louca pra casar" segue a lista dos romances de Sophie Kinsella.

* O segredo de Emma Corrigan
* Samantha Sweet, executiva do lar
* Lembra de mim
* Fiquei com o seu número
* Menina de vinte
* Louca para casar (Como Madeleine Wickham)
* Quem vai dormir com quem?
* Os delirios de consumo de Becky Bloom - livro 1
* Becky Bloom - Os delirios de consumo na  avenida - livro 2
* As listas de casamento de Becky Bloom - livro 3
* A irmã de Becky Bloom - livro 4
* O chá de bebê de Becky Bloom - livro 5
* Mini Becky Bloom: tal mãe, tal filha - livro 6


Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!







15

Resenha: Invisível - David Levithan e Andrea Cremer - Galera Record

Oi gente! Hoje trago pra vocês uma resenha de um livro que estou apaixonada pelo autor. Isso mesmo! Há quanto tempo eu não me interessava por um autor e de repente, surgiu ele, todo despretensioso na minha vida e aqui estou eu caindo de amores por ele.

Sinopse: Stephen passou a vida do lado de fora, olhando para dentro. Amaldiçoado desde o nascimento, ele é invisível. Não apenas para si mesmo, mas para todos. Não sabe como é seu próprio rosto. Ele vaga por Nova York, em um esforço contínuo para não desaparecer completamente. Mas um milagre acontece, e ele se chama Elizabeth.
Recém-chegada à cidade, a garota procura exatamente o que Stephen mais odeia. A possibilidade de passar despercebida, depois de sofrer com a rejeição dos amigos à opção sexual do irmão. Perdida em pensamentos, Elizabeth não entende por que seu vizinho de apartamento não mexe um dedo quando ela derruba uma sacola de compras no chão. E Stephen não acredita no que está acontecendo... Ela o vê!
Stephen tem sido invisível por praticamente toda sua vida - por causa de uma maldição que seu avô, um poderoso conjurador de maldições, lançou sobre a mãe de Stephen antes de ele nascer. Então, quando Elizabeth se muda para o prédio de Stephen em Nova York vinda do Minnesota, ninguém está mais surpreso do que ele próprio com o fato de que ela pode vê-lo. Um amor começa a surgir e quando Stephen confia em Elizabeth o seu segredo, os dois decidem mergulhar de cabeça do mundo secreto dos conjuradores de maldições e dos caçadores de feitiços para descobrir uma maneira de quebrar a maldição. Mas as coisas não saem como planejado, especialmente quando o avô de Stephen chega à cidade, descontando sua raiva em todo mundo que cruza seu caminho. No final, Elizabeth e Stephen devem decidir o quão grande é o sacrifício que estão dispostos a fazer para que Stephen se torne visível - porque a resposta pode significar a diferença entre a vida e a morte. Pelo menos para Elizabeth...

Minha opinião: O livro tem 322 páginas e eu o li em um dia, primeiramente porque eu gostei muito do começo da história, que prometia ser uma coisa e acabou indo por outro caminho, mas enfim...
Stephen é um garoto invisível que mora sozinho em um apartamento em Nova York e ele têm 16 anos, tudo estava perfeitamente bem até que chega sua vizinha e seu irmão e o mundo de Stephen vira de ponta cabeça e não só o mundo, como o seu coração.
“Eu não existo. E, mesmo assim, existo”
Stephen descobre o amor, a amizade e  muitas outras coisas... E no decorrer do livro todos os caminhos mudam e eu pensei que fosse um romance normal, simples... bem meus caros leitores... Não é nada disso! Um mundo cheio de maldições e magias acaba surgindo! Isso mesmo!

Gostei bastante do Stephen, e como já percebi, David Levithan gosta muito de personagens com o bom coração e que sejam singelos... Stephen é mais um deles a roubar o meu coração. Depois acabamos conhecendo Elizabeth que também gostei bastante, mas que em alguns momentos achei um pouco forçado e depois conhecemos seu irmão Laurie, um tipo de irmão que no meu mundo não existe... hahaha, Laurie é o tipo de pessoa que se você conhece você quer ser amigo pra sempre, e foi isso que eu senti, que ele deveria sair das páginas de Invisível e ser MEU amigo! Temos também Sean, Millie e muitos outros personagens que espero que vocês possam conhecer por si mesmos.
"Assim como a febre faz com que o frio pareça mais frio, o amor pode tornar a solidão ainda mais solitária."
O livro flui muito bem e tenho que dizer uma coisa boba, sem nada a acrescentar, mas que sempre anoto quando estou lendo, são os livros que os personagens leem, e Elizabeth e Stephen leem bastante, mas nem sempre o David citava os títulos. Um que me chamou bastante a atenção e que talvez seja de onde saiu o nome da Elizabeth é o livro Mulherzinhas e por incrível que pareça eu estava olhando um vídeo da Tatiane Feltrin do Tiny Little Things e ela falou desse livro no mesmo dia... o.O. Lá vai eu que nem uma  louca procurar para ler. Ah... no livro também é mencionado o livro Retalhos de Craig Thompson que também me chamou a atenção e vou querer comprar.

“Quero escrever Eu te amo, mas estou apavorada demais para arriscar. Até pensar nisso é assustador.”
Bom gente, é isso! Gostei realmente do livro e se o David Levithan mencionar que está escrevendo outro livro vou esperar ansiosa para ler outra história dele, porque ele é um dos poucos que consegue me prender com essas histórias, senão o único!

Tem aqui no blog a resenha do livro TODO DIA, quem quiser só clicar no titulo do livro.

Ah, também não posso esquecer de falar da Andrea Cremer, ela escreve livros sobrenaturais, senão em engano já tem livro publicado no Brasil, mas como eu não gosto muito do tema, não me atentei muito, mas se ela escrever outro livro com o David Levithan vou ser a primeira a comprar.

Beijos e até a próxima! :)

Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!




3

Resenha: Sedução ao amanhecer – Lisa Kleypas – Livro 2 - Editora Arqueiro


Sinopse: O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?

Minha opinião: Esse é de longe o melhor livro da série Os Hathaways até agora. Lisa Kleypas se superou quando escreveu esse livro. Primeiro que a capa é linda! Achei mais bonita que a primeira, porque amo vermelho e a cor dá aquela ideia de que o livro é quente, o que é absolutamente verdade.

Como no primeiro livro da série, esse tem em foco um membro da família Hathaway, que nesse caso é Win, e no seu par romântico, que é Merripen, um cigano muito do gostoso. Os dois formam um casal perfeito que me conquistou logo de cara já no primeiro livro quando tínhamos um vislumbre deles. 

O livro veio um pouco mais carregado no romance do que o anterior, coisa que eu gostei muito. A história se passa um pouco depois da de Amelia e Cam, quando Win retorna para casa totalmente recuperada após um tempo fora com um médico revolucionário que a curou. 

E junto com a nova saúde veio uma nova Win. Uma totalmente determinada a conquistar o homem que ama e que sabe que a ama de volta. Ela está uma nova mulher. Mais inteligente, sedutora, sensual, decida e guerreira. Deixou pra trás todos os anos como inválida e frágil. Agora tudo o que ela mais quer é conquistar Kev, e faz de tudo pra isso. O romance dos dois é lindo de ver/ler.

”Kev a amava. Não como descreviam os romancistas e poetas. Nada tão domesticado. Amava além da terra, do céu ou do inferno. Cada momento longe dela era agonia; cada momento com ela era a paz que jamais conhecera.”

Ao longo do livro, rimos muito com todas as trapalhadas da família Hathaway, como o furão da Beatrix. E nos deliciamos com o clima que pinta entre Leo, que está bem mudado, e a governanta. Os dois vivem em pé de guerra, sempre se alfinetando, o livro deles com certeza vai gerar altas gargalhadas. E ainda temos Poppy que não encontrou um marido na temporada em Londres, e que será a próxima protagonista da série. 

“– Mas os ciganos comem ouriço – insistiu Beatrix. – E isso é tão ruim quanto comer pessoas. Porque os ouriços têm sentimentos, você sabia?”

O livro em si é ótimo. A narrativa continua fluida e bem humorada e como no primeiro livro. Os capítulos são curtos e a história é narrada por vários ângulos, o que deu muito certo. Amei o livro, recomendo a todos que o leiam, ainda mais quem gosta de romance histórico. Estou loucamente ansiosa por Tentação ao pôr do sol, que traz a história de Poppy!



Larissa Gaigher

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!





12

Resenha: Corta pra mim – Marcelo Rezende - @EditoraPlaneta

Sinopse: O apresentador e jornalista Marcelo Rezende tem muita, mas muita história para contar. Ao longo de mais de 40 anos de carreira, a maior parte dela no jornalismo investigativo, ele já viu de tudo um pouco: defunto que fala, deputado metido com tráfico de drogas e até dirigente de time de futebol acusado de crimes. E teve ainda aquela vez em que ele foi parar na prisão no Paraguai... Depois de até ser convidado para ser padrinho de casamento de um serial killer e passar por muito aperto na hora de fazer filmagens escondidas com uma microcâmera, ele decidiu que estava mais do que na hora de contar ao público sua trajetória. Foi aí que surgiu este Corta pra mim. São histórias narradas com o bom humor e a simplicidade típicas de Marcelo, que tem hoje fãs de todas as idades e em todos os cantos do país. Por que ele demorou tanto tempo para lançar um livro desses? Porque, como diria ele próprio, dá trabalho para fazer.

Minha opinião: Corta pra mim é um livro que relata algumas histórias do apresentador Marcelo Rezende, o livro tem 240 páginas e li em apenas duas horas.

No começo temos a história de Marcelo Rezende e de como ele chegou no mundo da TV e jornais, e conta um pouquinho sobre a família dele... dos filhos e mulheres. E Depois começam as histórias dele no jornal e depois na TV e como ele chegou na globo e saiu.

Parece que eu via o Marcelo Rezende me contando essas histórias, pois o livro relata exatamente do modo que o Marcelo Rezende nos conta na TV, com aquele jeito dele, engraçado, polêmico.

As histórias que eu mais gostei foram do Maníaco do Parque e do Pedrinho Matador, as outras eu achei um pouco cansativa.

"Eu estava errado: a culpa era minha, eu me transformara numa pessoa intratável. E veio a cabeça a frase de um escritor inglês: "Elogios tornam os bons melhores e os maus piores". E eu estava no segundo time - e precisava mudar."

Gostei da sinceridade do Marcelo Rezende também em alguns comentários que ele fez, quando falou que o sucesso dele subiu na cabeça e que quando foi chamado para trabalhar na Globo, Record e RedeTV se sentia... E realmente em alguns fatos, mesmo hoje na Record, as vezes acho que o Marcelo Rezende é um pouco grosso e isso me irrita um pouco.

O livro também aborda um pouco da relação dele com o Datena, gostei bastante de saber disso, mas ao que tudo indica isso vai ser contado mais em detalhes no próximo livro que ele escrever.


Indico para quem gosta do Marcelo Rezende, para quem gosta de saber sobre o mundo jornalístico, sobre alguns criminosos.

Eunice Ely

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA ESPECIAL Agosto de Setembro!